“Objetivando ainda evitar prejuízos a terceiros – familiares, principalmente os filhos – , alheios aos fatos, em tese, praticados pelo paciente, tenho que a referida viagem deve ser autorizada.”

A juíza Federal convocada Salise Monteiro Sanchotene, do TRF da 4ª região, concedeu liminar em HC para permitir que um homem acusado de crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro pudesse viajar para o exterior.

O juízo de 1ª instância havia expedido medida cautelar proibindo o réu de viajar, com a consequente entrega do passaporte. A defesa do acusado, realizada pelo escritório MCP | advogados – Machado, Castro e Peret, impetrou HC para requerer a autorização para a viagem, pois as passagens haviam sido compradas antes da sentença.

Ao analisar a matéria, a magistrada autorizou a viagem ao Chile no período de quatro a 13 de julho de 2014, mas destacou se tratar de uma medida excepcional, válida apenas para esta situação específica.

Nesse contexto, e objetivando ainda evitar prejuízos a terceiros – familiares, principalmente os filhos – , alheios aos fatos, em tese, praticados pelo paciente, tenho que a referida viagem deve ser autorizada.”

Processo: 5014287-40.2014.404.0000

Clique aqui e confira a decisão.

Fontehttp://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI203519,81042-Justica+autoriza+viagem+de+homem+investigado+por+crimes+contra+o

« Voltar